Gente

Não sumi não...

Só minha vidinha que ta meio confusa...

Nesse meio tempo abri outro blog sobre ouuuutros assuntos artesanato, fotos, etc...

Por isso andei totalmente sumida...

E cá pra nós que este blog não é lá muito visitado...

Estou fazendo umas alterações e logo logo vou ter novidades...

Bjos mil

Olá...

Ando meio reclusa, por isso o sumiço. Tenho andando meio sem paciência, já que to com uns probleminhas chatos que não tenho como resolver, então pra evitar pensar neles, prefiro a debilidade da tv onde eu não penso, apenas assimilo as imagens e vez ou outra caio na risada.

Por outro lado nada melhor que o banho para termos reflexões e às vezes até encontrarmos resposta.

Fiz analogia sobre minha vida e de outras pessoas que me cercam.

Se nós agíssemos da seguinte forma: a pessoa esta para um funcionário de uma empresa, assim como as nossas vidas esta para uma empresa. Assim, seria muito mais fácil entendermos o que se passa a nossa volta e analisarmos melhor nossas atitudes.

Quando eu estava em BH e conversando com minha irmã recém separada fiz esta analogia e ela entendeu bem o que eu disse. Naquela ocasião ela era uma funcionária de uma empresa, onde ganhava bem, estavam super satisfeita com o cargo, com sua posição, seu status, etc. Ou seja, ela tava casada com um homem que a fazia feliz e tudo corria bem. Mas um belo dia ele pediu a separação sem muitas explicações, ou seja, ela foi mandada embora daquela empresa sem muitas explicações, apenas que seria corte de pessoal, mas um tempo depois ela soube que o seu cargo havia sido ocupado por uma funcionária mais nova, que ganhava menos e fazia trabalhos extras, quero dizer, ela havia sido trocada pela namoradinha do marido. E quando eu coloquei a ela esta situação ela se viu como uma pessoa desempregada sem saber o que o futuro lhe reservava e sem saber se havia a possibilidade de voltar a ocupar o tal cargo.

Ela falou que sentia exatamente isso, recém separada era como se ela tivesse perdido o melhor emprego do mundo. Ter perdido o que mais lhe dava prazer.

Depois disso comecei a fazer esta analogia pra tudo que acontecia a minha vida, seja na saúde, nos meus estudos, no meu casamento, com meus amigos, com meus planos futuros (que são muuuuuitos) e vi e a complexidade da vida é resultante de conceitos e preconceitos estabelecidos por nós mesmos.

Ultimamente tenho passado por uma situação complicada em uma determinada área onde eu vivo, digamos -  vamos a analogia da empresa -  em um setor que eu estou bastante confortável, trabalhando, recebendo meu salário que não é grandes coisas, mas me proporciona aquilo que preciso, faço funções que não gosto mas que também não desagradam tanto, mas que no fundo no fundo não esta me proporcionando o prazer que deveria me proporcionar.

Às vezes vemos pessoas que ocupavam cargos altíssimos de empresas e largam tudo pra trabalhar no terceiro setor.

Não é o caso de eu tomar uma decisão tão seria. Poxa, é minha vida. Quando penso que minha vida é uma empresa que não posso simplesmente desistir de decisões tomadas, mas preciso reparar situações mas que podem ser mal vista me sinto numa sinuca de bico. Fico sem saber qual direção tomar. Sou egoísta e fiel aos meus conceitos e sentimentos, as minhas ideologias ou sigo o que é o certo e sacrifico o bem meu bem estar???

O importante é alcançar meus objetivos. E posso dizer, são em caros. Preciso levantar minha empresa. A sensação de falência me consome.

Pois é, estas dúvidas com relação a algumas decisões de minha vida, estão agravando minha insônia e  infelizmente ainda não tenho a resposta para tudo e não tive ainda oportunidade ou até coragem para seguir um passo a frente.

 

Beijo a todos

Gente...

Apareci de novo!!!

Putz... Fiquei tão louca com minhas provas que nem dei conta de nada!!!

Infelizmente não fui tão bem em todas as provas, mas fazer o que né? Acontece.

Espero me sair melhor nas próximas.

Mudando de assunto... olha que engraçado como o tempo voa! Em 2006 nesta, data eu me casei no religioso. É... vesti de noiva e tudo mais. O melhor com certeza foi a festa!!

Impressionante como o tempo é relativo. Que o momento torna as coisas mais incisivas ou irrelevantes.  Depende muito tempo.

Tem aquela estória de que o tempo cura tudo, mas não digo que cure, mas nos anestesia. Tava tão enlouquecida com meu casamento que hoje paro pra pensar e se tivesse como voltar no tempo faria muitas coisas de outra forma, alguns detalhes diferentes, etc...

Mas que no final o objetive teria sido alcançado. Me casei! É lógico que com o passar do tempo, as coisas não são como imaginávamos. Não digo nem pior e nem melhor, apenas diferente.  Mas estou muito feliz de ter consegui alcançar este objetivo.

Bom, isto aí também tem relação com as tais oitos coisas que quero fazer antes de me mandar. É que tem tanta coisa pra ser feita que ainda não conseguir chegar em 8!

Lógico que tem coisas que são de momento, tipo comprar algo ou ver um tal show, mas tem outras, que são realmente conquistas... coisas que você realmente quer ter, alcançar, conseguir!!! Por exemplo, queria muito ir ao show do Groove Armada no dia 30,no Credicard Hall, mas ganhei um celular de presente de casamento e a casa ganhou uma tv gigante que nos obrigou a comprar um móvel ..então... baubau pro show, sacou?!

As coisas são assim… Somos movidos a desejos. Desejos possíveis, outros nem tanto…já outros..bem, melhor esquecer!!!!

Bom, no momento eu desejava dormir, mas a aula me espera...

Bjo a todos!!!!

 

O fim de semana passou sem grandes novidades...

Tirando o fato que dei um trato na peruca que tava um horror!

Agora consigo olhar no espelho e ver algo que me agrada mais.

Ontem, domingo, o céu estava um azul maravilhoso!!  Fechando com chave de ouro. Por outro lado, amanheceu uma chuva... Tempinho de SP é uma merdinha!!!

 

Já na faculdade, bem, esta semana começam as provas (esta e a outra também). Pedreira!!! Matéria acumulativa. Já fiz uns resumos e o jeito é comê-los com um pouquinho de orégano.

 

Ah e o ilustríssimo Betho passou-me uma tarefa esta semana. Tenho que fazer uma lista com 8 coisas que desejo fazer antes de partir. Fazer um post e convidar 8  amigos.

Decide que não vou convidar ninguém, mas fica o convite para quem sentir vontade de faze-lo! E estou pensando muito sobre estas 8 coisas e logo logo Sr. Betho farei o combinado, ok!!!

 

Bjo forte...

Crítica- O termo provém do grego crinein, que significa separar, julgar.

A crítica é um julgamento de mérito:

Tal julgamento é estético, se contempla uma obra de arte;

Lógico, se contempla um raciocínio;

Intelectual, se contempla um conceito, uma teoria ou um experimento;

Moral, se contempla uma conduta.

É um ato do espírito que preserva o que merece ser afirmado e põe em dúvida a pretensão daquilo que vai além de seu domínio de aplicação e, portanto, não merece ser afirmado.  (Wikipédia)

 

Porque é tão difícil, as pessoas entenderem que a partir do momento em que nascem, estão sujeitas a críticas. Quando você se casa ta sujeito a críticas. Quando você trabalha ta sujeito a críticas. Até quando abre um blog, ta sujeito a críticas. Então, por que dói tanto recebe-las?

É claro que temo as críticas, tem sangue correndo em minhas veias. Mas não me importo tanto em recebe-las, até porque as críticas podem te levar a corrigir erros, vê o que não consegue, melhorar um trabalho,etc. Por outro lado, tem pessoas que usam das críticas para denegrir a imagem de alguém, diminuir ou humilhar. Isso para mim não é nada construtivo. Pessoas que não sabem o que falar, devem ficar calados, mas aqueles que tem algo a acrescentar, não devem desperdiçar oportunidades.

Hoje fiquei bastante irritada com uma situação que aconteceu e que é muito longa para contar, mas no final o que me deixou mais chateada e aborrecida é o fato de uma pessoa estar em uma posição de destaque e não aceitar críticas quanto ao seu trabalho e o pior tratar as pessoas a sua volta como crianças. Gente, não sei o que me acontece. Algo químico sei lá, mas tem pouquíssimas coisas que me “talham o sangue” e uma delas é ser tratada como criança ou uma pessoas subestimar minha inteligência ou desdenhar.

É irracional, quando eu vejo já to “p” da vida, mas como odeio brigas e discussões prefiro me calar ou deixar a pessoa falando, mas hoje, em um dos raríssimos momentos resolvi palpitar e no final, perdi meu tempo, meu latim e cheguei à ma conclusão que estamos cercados de muitas pessoas burras e egocêntricas, “perfeitas” que são incapazes de errar e muito menos aceitar opiniões alheias. Enquanto expunha minha opinião, percebi que não era levada a sério e aquilo tudo, aquela falta de atenção, educação e até de respeito foi me dando tanta raiva, mas também tanta tristeza e resolvi me calar e pensar.. “As favas esse bando de ignorantes!” Pôxa vida, se ao longo de minha vida, tivesse tido alguém pra me guiar, me criticar, me ensinar. Não serei eu que irei fazer isso a alguém que não merece minha consideração.

Bom, ainda bem que existe a internet. Logo que cheguei em casa entrei num blog que ta em destaque no site da uol, “comedia.com”, mas dei tanta risada que o aborrecimento até passou, mas a preguiça que dá dessa gente, essa aí não passa mesmo.

 

Bjos meu caros... ótima quarta!

 

Mais uma semana...

Mês de abril, 4º mês do ano e um terço dele.

Quanto aos projetos para 2008... bem, mais da metade ta no papel ainda.

Mas posso dizer que estudar ta me fazendo muito bem. O que ta difícil é começar a trabalhar. A área de farmácia exige o inglês. E desta vez não serve aquele basicão que te quebra o galho, tem que saber mesmo. O jeito é já indo providenciar a coisa toda.

Estágio bom, só a partir do próximo semestre. Nem adianta esquentar com isso.

Enquanto isso me sobra tarefas domésticas que não rendem e só servem pra nos cansar. Oh saco!!!

 

Em falar em serviços doméstico, lembra minha casa em BH, que lembra um super casamento que fui convidada. Nossa, o convite lindíssimo! Imagina todo o resto!? Só não me decidi ainda. O custo da viagem sairia alto, uma vez que teria que ir de avião e etc, taxa de embarque, táxi aeroporto x casa, táxi pra igreja e recepção, sem falar salão, cabelo, unha e presente.

Ta tudo bem, adoro casamentos e a amiga é muito bacana, mas meu livro de anatomia que já to chorando é a metade disto tudo e vou usar o ano todo. Acho melhor garantir meu futuro. Além do que minha última ida q BH não foi estas coisas e acabarei encontrando a todos. Acho que não to muito a fim de fazer caras e bocas.

 

Bom pessoas, vou indo. Milhares de afazeres...

Sonho de consumo atual:  uma faxineira...

bjos

 

Oi Pessoas...

Depois de me curar da vergonha de postar sem verificar erros de português e concordância, resolvi voltar.

O fim da semana foi até tranqüilo. Meu humor mudou um pouco e a tristeza ta menor.

Na faculdade estou delirando! É a primeira vez na vida que estou entendendo química. Pode ser que o professor tenha uma boa didática ou que eu esteja mais interessada, mas o bacana é simplesmente entender o que ele fala.

Já na aula de morfologia, tive meu primeiro contato com “as peças”. Digo partes humanas. Era uma cabeça cortada na metade, lógico, sem o cérebro.

Não dava para precisar idade ou até mesmo a cor exata da pele daquela pessoa. Apenas que eu acreditava ser um homem. Evitei ficar olhando para não ficar impressionada. Mas foi interessante. É muito difícil descrever o que eu senti quando estava indo para esta aula e o que sinto em relação às próximas. Apenas que a ansiedade é muita. Porém o fato de que o volume de assunto e matéria vem aumentando drasticamente, significa:  estudar, estudar, estudar para não se ferrar!

Já no sábado tive a alegria de receber um casal de amigo. Nos divertimos com jantar, fotos da minha viagem e jogamos scrabble, que pra variar o meu marido sempre ganha. 

No fim de tudo me senti melhor. Consegui me desvencilhar daquele sentimento de que as coisas não valem a pena. Parei de pensar na minha família e até em amigos que não quero dar tanta importância. Pensei no meu curso, no tanto que preciso estudar, na minha casa que consegui me dedicar um pouco mais neste fim de semana, no meu marido e até mesmo naquilo que preciso definir quanto a trabalho.

Pensei no mais um tanto de coisas: livros, apostilas, contas a pagar... ou seja na vida.

Resolvi que não vou ficar de telespectador e vou tentar me transformar na mocinha da minha história. Só espero não ter que perguntar de onde vou tirar tanto ânimo e até onde vou... Até onde?...

 

GENTE DESCULPE!

Nunca digitei tão mal. Tantos erros de português e concordância!

Prestarei mais atenção na próxima vez!!!

Não tem Jeito. Mesmo que você negue, tenho certeza que assistiu ou teve a curiosidade em perguntar quem vencera o BBB8. Não vou negar, já que sai correndo da faculdade para ver a grande premiação. Na verdade estava indignada em pensar que a planta gisellyuns-paradas poderia ganhar 1 milhão em verdinhas por não fazer nada!

Fiquei na verdade na esperança e tive coragem de gastar 0,31 centavos mais impostos só para falar que não vale torcer, tem que participar. Poxa, toda vez em que tenho que votar (por exemplo as nossa eleições) fico tão p da vida por que o candidato em que voto perde. Aquele lance né. Você pergunta a meio mundo em quem vai votar e não aparece um santo que tenha votado naquele que ganhou. Faça o teste do nosso digníssimo presidente. Até hoje não achei ninguém das pessoas em que conheço que tenha votado nele. O mesmo se repetia no BBB8. Não conheço ninguém que estivesse torcendo para a planta e mesmo assim o lance ficou empatado - Assim dizem né! Mas o mais engraçado foi mostrado num programa na tv hoje, o Rafinha gritando: "to rico! To rico!" Muito engraçado mesmo. Puxa! Deve ser muito gostoso ganhar uma grana sem fazer tanto esforço e só contar com seu carisma e com sua sorte. E isso ele tem de sobra! Se quando a gente ganha um presente, um sorteio, um ingresso de cinema ou até acha uma nota de 20 reais esquecida no bolso daquela jaqueta é uma maravilha, imagine 1 milhão!! Sorte pra ele. tomara que tenha juízo na hora de gastar!!!

 

Mudando um pouco de assunto. Queria agradecer o apoio de uma pessoa que me falou umas coisas. E foi muito bacana. A gente sabe bem que toda ferida deixa uma cicatriz, mas acaba sarando. Uma hora as feridas estaram fechadas e com um pouco de pan cake a gente esconde as marcas. E continua levando a vida sem grandes dramas. E que mesmo que o amor das pessoas seja confundido com pena, pena por não sermos pessoas tão privilegiadas e que as oportunidades eram poucas e agora que as coisas mudaram e elas não precisam ter mais pena e não sabem o que fazer com o sentimento já que na verdade não era amor - era pena. E mesmo que isso tudo machuque e faça doer é muito bom quando alguém que nem te conhece direito te lembre que não há uma cruz maior que a gente possa carregar e dor que o tempo não possa curar. Que o gostoso na vida é poder viver cada instante, sorrir e chorar e dizer, passei pela Terra e senti de tudo um pouco.

Até quando e até onde terei consciência disto tudo? Até onde?...

 

Olá pessoas...

Voltei ontem de BH e com a cabeça tão cheia que não consegui postar. Na verdade sentei em frente o pc e fiquei tentando organizar as idéias, mas não consegui. Foram muitas informações, sentimentos, acontecimentos, fatos, etc. Tirando o meu casamento religioso, foi a viagem mais intensa e mais tumultuada de todas. Achei até bom que o digníssimo não tenha ido comigo, uma vez que não gosto de misturar as estações. Não quero que ele crie conceitos ou tome as dores em determinadas situações.

Sempre disse que tinha uma família muito diferente das outras, onde não existiam fofocas, mexericos, drogados, mães e pais solteiros, tio bêbado em festa, alguém preso, etc. Mas cheguei a conclusão que isso só são rótulos. Voltei arrasada da viagem. A minha família se dissolveu. Não temos mães e pais solteiros, mas temos um bando de gente que não respeita os sentimentos, os sofrimentos dos outros. Tem gente que só se importa com o dinheio que você tem ou não. Tem gente que julga os outros e condena sem ao menos saber direito o que esta acontecendo. Minha irmã passando por uma separação totalmente inesperada, pega totalmente de surpresa, ainda encontra gente da família para tripudiar. O coitado do meu irmão que é um duro e sempre foi mulherengo, resolveu se casar e esta sendo criticado por todos os motivos possíveis. Meu...É muita coisa. Fomos sempre visto com bons olhos... A família perfeita! Onde todos os tios e tias se protegem, se entendem. Onde os problemas são resolvidos em conjunto. Mas de repente, sei lá, parece que algo aconteceu. Alias, já vinha acontecendo e acho que eu não percebia. Desde quando resolvi me casar e tinha gente pra dar opinião em tudo ( isto faz 2 anos). Minha mãe sempre criticada pela saúde frágil , (uma saúde frágil muito mais do coração, da carência, da atenção do que do corpo). Meu irmão alvo a vida inteira. Tudo agora é motivo de críticas e conversa fiada.Até a viagem que fiz de lua de mel agora para Disney depois de 2 anos economizando foi alvo de críticas.

Não consigo entender o que houve. Se é despeito ou falta do que fazer. Sinceramente não estou entendendo. Voltei muito magoada da viagem. Imaginei que como em todos os anos, iríamos no encontrar, almoçar juntos no domingo, trocar chocolates, rir, tirar fotos e nada disse aconteceu. Cada um em sua casa. Parte da minha família prefere passar a mão na cabeça do pobre do meu cunhado que acabou de fazer 40 anos e coitadinho resolveu ficar solteiro por que a vida de casado estava muito monótona. Enquanto a malvada da minha irmã resolveu afogar as mágoas em 2 maços de cigarro por dia e tenta entender o que fez. Por mais que se diga que não foi culpa dela, acho que preferiria ter feito algo, assim ela seria realmente a malvada que deixou o marido sair de casa por que descobriu que com o msgs do celular ele pode arrumar uma namorada e ir ao sítio dos amigos no fim de semana. Ver minha irmã que sempre foi referência de alto suficiência e dureza tão frágil e desesperada por que não saber como pedir ajuda aos outros (coisa que nunca a vi fazer) me assustou. Ver meu irmão que sempre foi a serenidade em pessoas tomar partido de toda esta história como o irmão mais velho protetor, me surpreendeu. E ver minha família acusando sem qualquer fundamento minha irmã por negligência é de doer. Ver as pessoas que você acredita que serão apoio em momentos difíceis lhe virar as costas...bom, não precisa nem dizer.

Bem, melhor eu parar por aqui já que não serei capaz zerar estes fatos.

E pergunto mais uma vez. Até onde uma pessoas é capaz de ir no intuito de tripudiar e humilhar alguém?

Até onde?...

Que venha a Páscoa!

O feriado vem aí e com ele a vontade de rever a família,. Vontade e a oportunidade já que com a faculdade, será quase impossível manter uma constância de viagens a Minas. Vou aproveitar e dar um jeito na peruca que ta um horror!

Gostaria muito de rever alguns amigos, mas será impossível! Na verdade vai ser tudo muito corrido, só 2 dias pra rever todos e curtir a páscoa. Pior da correria que nem o ovo de páscoa dos sobrinhos eu comprei. E acho que nem vai dar mais tempo de comprar!

Tadino do meu amor que vai passar o feriado sozinho. Se bem que tadinho nada. Ele não gosta de chocolate e deve dar graças a Deus por que assim ele poderá assistir os 5 canais de esporte ao mesmo tempo e os 40 jogos que serão transmitidos na TV sem que eu o atrapalhe.

Que venha o feriado. Pegar estradão... ver a família, comes e bebes..muito riso, só alegria e segunda feira tudo volta ao normal! Bom e deixa correr pra tentar encontrar um ovinho pras crianças...

Mas pra alegria ser completa, ta começando a chover... 

Ai pergunto: até onde vai meu ânimo? Até onde?...

 

Energia x Exercíco

 

Hoje ouvi algo em que dizia que:  Energia é exercício...

Aí pensei... Em que sentido? Fazer exercício te dá energia. Para ter energia é necessário um exercício. Ou energia é um exercício diário..ou sei lá... Só sei q sei que me sinto um ser cheio de energia. Nem sempre cheio de boas energias ou com energia suficiente. Mas com energia. Precisamos todos os dias: comer, beber água, dormir para repor energia. Mas o que alimenta a boa energia? Do que me alimentar ou o que fazer para ter só energias positivas dentro de mim e poder repartir isso com as pessoas? Acho que se existisse uma fórmula e alguém a descobrisse e encapsulasse estaria trilardário.

Atualmente me sinto sem qualquer tipo de energia. Parece que quanto mais durmo, mais sono tenho. Percebi que alimentos calóricos me atraem mais, apesar do cuidado imenso pra não adquirir mais uma quantidade interminável de gordura.

Por mais que me baseie no contexto do "Segredo" aquela que você idealiza e enxerga os seus desejos realizados, sem energia, até mesmo os seus sonhos parecem pesadelos... Um sonho breve de acordar disposta e animada parece ficção.

O tempo tá passando, as pessoas envelhecendo, os relacionamentos minando, as amizades enfraquecendo... E aí? Pergunto! Até quanto vou conseguir empurrar com a barriga tamanho desanimo? Ate onde?...

 

 

SERÁ QUE VOCÊ JÁ PENSOU EM ALGUM MOMENTO NESTA FRASE? ATÉ ONDE ISSO? ATÉ ONDE AQUILO? INTERESSANTE QUE ATÉ O JOTA QUEST (UMA BANDA QUE GOSTO MUITO) TEM UMA MÚSICA COM ESTA FRASE NO TÍTULO... ENTÃO TE PERGUNTO... ATÉ ONDE VOCÊ PODE IR?

Até onde vai a fúria das pessoas?

Fúria: acesso violento de loucura;  braveza;  cólera;  ira;  sanha;  raiva;
inspiração; estro; entusiasmo; fervor;  pessoa furiosa; mulher desgrenhada; (no pl. ) divindades infernais, na mitologia pagã.

Realmente gostaria de saber o que leva um pessoa a ter um acesso de fúria? Infelizmente eu mesma não saberei responder esta pergunta, uma vez que não sou médica.

Mas hoje fiquei achando tão estranho. Uma garoto me deixou um scrap no orkut revoltada com um provável comentário que eu possa ter feito sobre o Skank (banda mineira que eu realmente não gosto!)

Fiquei pensando naquilo... O leva uma pessoa que nunca te viu te destratar assim tão gratuitamente... afinal, que diferença faz as pessoas gritar e xingar outras. Será que ela se sentiu melhor depois das ofensas? Alias, que diferença ela pode achar que isso poderia ter em minha vida.

A única coisa que ela me causa foi indignação no sentido de pensar que as pessoas estão muito intolerantes. Tenho que gostar da tal banda? Não posso dar minha opinião? Quer dizer que não podemos mais exercer nossos direitos de expressão?

Até onde???

 

 

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher